Um breve histórico do Instituto

Em 1989 foi trago a primeira sugestão espiritual para formação do Instituto que não obteve adesão dos encarnados.

Em 1996, refeita a proposição tiveram início as primeiras atividades de Estudo da Trajetória da Consciência Humana e de Socorro Espiritual com a participação de restrito número de trabalhadores. Fase que perdurou até 2002.

Em Dezembro de 2007, durante uma apresentação musical espírita o convite foi renovado e os entendimentos para a retomada dos trabalhos foi efetivada.

Os Espíritos trouxeram a  recomendação  de se deveria trabalhar em prol da regeneração espiritual; estabelecendo que, como referência ao processo re-educativo necessário para se colimá-la, o nome da Ministra Veneranda, citada na obra mediúnica do médium Francisco Cândido Xavier “O Nosso Lar”, deveria ser dado à Instituição.   

Todos - desencarnados e encarnados - se vinculariam a um Programa de Reeducação Espiritual que visa consolidar no plano físico algumas práticas reeducativas  existentes no Plano Espiritual; para as quais foram previamente preparados e, iriam se apropriar dessas memórias à medida que se desse o enfrentamento natural e espontâneo do trabalho, ficando a cargo de seu livre-arbítrio acertos e desacertos que deveriam ser refinados e/ou corrigidos por meio de avaliações constantes. 

Assim, no dia 09/03/2008, domingo, às 18h, foi realizada a primeira reunião dessa nova fase do Veneranda (como carinhosamente chamamos)  onde foram assentadas, em parceria com os Espíritos, as diretrizes iniciais do Instituto Veneranda de Reeducação Espiritual-IVRE sob o lema de “Reeducar com Amor... Regenerar pela Caridade”

No dia 16/03/2008 teve reinício a reunião de "Estudo da Trajetória da Consciência Humana” e, à medida que foram chegando novos parceiros e, à partir de suas  demandas reeducativas,  surgiram as atividades de "Conciliação Espiritual"; de "Tratamento Espiritual"; de "Educação da Personalidade Mediúnica"; de "Estudo da Arte Espírita";  de "Literatura Mediúnica"; a "Reunião do Pão", o "Acolhimento", a "Visita Fraterna", a "Reunião do Núcleo de Reeducação"; a "Mocidade Esquina de Luz" e a "Parceria de Projetos".